Categorias Notícias

Câmbio Automático ou Automatizado? Com qual tipo de câmbio é mais fácil de dirigir?

Reparou que de alguns anos para cá os câmbios automáticos e automatizados começaram a conquistar espaço no mercado? Hoje em dia vários modelos de automóveis disponibilizam esses tipos de câmbios.

Os bons e velhos câmbios manuais não perderam espaço, continuam firmes e fortes rodando pelas ruas, mas é fato que os automáticos e automatizados estão perdendo o estigma de carro para poucos.

As razões para isso residem basicamente no fato do conforto e da comodidade que eles oferecem para o motorista. Mas afinal, entre os automáticos e os automatizados, qual é o mais fácil de dirigir?

Para conferir a resposta, é importante conhecer muito bem as características de cada um deles. Por isso, acompanhe as informações a seguir.

Automáticos e Automatizados – Parecidos, mas nem tanto

Tanto os automáticos quanto os automatizados permitem que o motorista dirija o carro sem se preocupar em usar o pedal da embreagem e a alavanca das marchas. Sendo assim, guiar o carro se torna uma tarefa mais fácil.


Quer saber mais sobre câmbio automático? Então clique aqui e confira 10 perguntas e respostas neste post


No entanto, se em um automóvel com um câmbio automático ou automatizado o motorista não tem a necessidade de se preocupar com esses detalhes, é porque existe todo um aparato nos sistemas automáticos e automatizados que realizam essas tarefas.

Apesar de que tanto no automático quanto no automatizado o motorista só tem o trabalho de acelerar e frear, o modo de funcionamento dos dois apresenta as suas respectivas diferenças.

Basicamente, a distinção reside no modo como ambos alteram automaticamente engrenagens e as marchas na caixa de câmbio localizada no motor.

No câmbio automático um conversor de torque envia a força do motor para o câmbio por meio de um sistema hidráulico. Conforme a pressão do pé é exercida no acelerador, esse sistema altera as engrenagens e proporciona a mudança das marchas.

Vale salientar que ele também pode possuir um recurso conhecido como borboleta e assim permitir a realização de trocas manuais.

Enquanto isso, nos automóveis de câmbio automatizado há um sistema de embreagens e marchas que funcionam graças a um sistema eletro-hidráulico. Em suma, ainda há a presença da embreagem, porém não do pedal.

Nesse caso, sensores eletrônicos detectam a mudança das velocidades, enviando a informação hidraulicamente para a embreagem e para as marchas. Com isso elas podem se ajustar.

Vantagens e desvantagens do câmbio automático e do automatizado

Para entender como o câmbio automático e o automatizado funcionam, é importante também conhecer os prós e os contras de cada um.

Consumo de combustível

O câmbio automatizado consome menos combustível do que o câmbio automático. Porém, o modelo automático utiliza a energia do motor para as trocas, portanto, o motor necessita trabalhar mais. Sendo assim, será preciso usar mais combustível.

Custo da manutenção

O mais barato é o câmbio automatizado com uma embreagem. O valor dele é menor para o comprador e para consertos e revisões.

Já o automatizado com duas embreagens é um pouco mais caro e, por ser um pouco mais complexo em termos de sistema, possui uma manutenção mais cara que o câmbio automatizado com uma embreagem. Quem apresenta custo mais elevado mesmo é o câmbio automático.

Longevidade

A vida útil do automatizado é maior que a do automático. A razão disso está no tipo de sistema usado e também pelo desgaste provocado no próprio câmbio.

Para arrancadas em trajetos mais íngremes, por exemplo, o ideal é usar o câmbio automático, pois ele segura nas marchas.

A importância do controle de embreagem nos automatizados e os cuidados com os automáticos

Apesar das sutis diferenças, é evidente que o conforto e o bom desempenho são características importantes nos dois tipos de câmbio.

No entanto, quando se fala de carros com câmbio automatizado, é importante estar atento para o modo como você dirige.

Em uma subida, por exemplo, o costume de utilizar o acelerador é como fazer o controle da embreagem. Isso, nos câmbios automatizados, exige um trabalho maior do sistema.

Esse esforço maior do sistema faz com que os veículos de câmbio automatizado apresentem mais problemas ao longo do tempo e visitem com mais regularidade as oficinas mecânicas.

É importante destacar que nos automatizados o motorista apenas não precisa efetuar as mudanças de marchas porque, diante da ação de sensores e uma central eletrônica, o acionamento da embreagem e as mudanças são realizadas por atuadores hidráulicos, que popularmente são chamados de robôs.

Tipos de câmbios automatizados

Existem hoje em dia dois tipos de câmbios automatizados: aquele que possui uma embreagem e o que conta com duas embreagens.

O câmbio que possui apenas uma embreagem funciona do mesmo modo que o câmbio tradicional. A grande diferença é que as mudanças de marcha são realizadas pelo próprio sistema. Nesse caso, o motorista sente nitidamente a mudança das marchas.

Enquanto isso, no modelo automatizado com duas embreagens, a alteração das marchas fica um pouco mais sutil, ainda não tão suave quanto no câmbio automático, porém é evidente que o “tranco” perde força.

É óbvio que, em termos financeiros, o sistema de câmbio automatizado com duas embreagens é mais custoso que o automatizado com apenas uma. O mesmo vale para a manutenção, que é mais cara, porém custa menos do que no câmbio automático.

Automático ou Automatizado? Qual de fato é melhor para dirigir?

É fato que ambos proporcionam conforto e facilidades na hora de dirigir, sendo assim, é importante que o motorista tenha em mente o que ele espera com cada tipo de câmbio.

Caso opte por um sistema que permite obter mais economia de combustível, pode ir correndo sem medo para o automatizado.


Clique aqui e conheça os principais perigos ao usar óleo de má qualidade


Se, por outro lado, o motorista não quer efetuar a troca de marchas enquanto dirige, os automáticos ou, quem sabe até os automatizados de dupla embreagem, são alternativas viáveis.

Ambos os câmbios são fáceis e acessíveis quando se trata de dirigir, porém, o câmbio automático, diante do fato de que todo o sistema funciona sozinho, pode ser o mais fácil.

Além do mais, independente do tipo de câmbio, eles só serão vantajosos, confortáveis e eficientes se contarem com todo o cuidado que os sistemas exigem. Portanto, as idas regulares em uma oficina com o objetivo de fazer avaliações é importante. Portanto, se você procura uma oficina mecânica em Curitiba de confiança e que é especializada em câmbio automático, conte com os nossos serviços.

Publicado por
veiculosnaweb

Notícias recentes

Dicas de como fazer a bateria do seu carro durar mais

Cuidar do seu carro é muito importante. Afinal, para comprar ele foi preciso investir, não é mesmo? Sendo assim, o…

2 dias atrás

Como motores eficientes geram economia de energia na indústria?

Atualmente, vivemos em um tempo onde recursos como os naturais ou mesmo os financeiros passaram a ter um valor preponderante…

6 dias atrás

5 causas de possíveis falhas em motores elétricos

Você sabe o que é e quais são as funcionalidades de um motor elétrico? Sabe também como identificar os principais…

6 dias atrás

Como o sol e a chuva ácida podem danificar seu veículo em poucos anos?

O sonho de possuir um bem material como um automóvel se faz presente na vida de várias pessoas por diversos…

6 dias atrás

Os carros mais alugados do Brasil

Em análise feita pela equipe da CarroAluguel.com (portal especializado em locação de veículos), com base nos dados de mercado e…

2 meses atrás

Quanto custa a troca de óleo e onde fazer?

A troca de óleo deve ser realizada em uma oficina mecânica e custa, em média, R$230. A troca de óleo…

2 meses atrás