Categorias Carros

Fiat Argo é convocado para recall pela montadora

Fiat Argo: Diante de tanta tecnologia e tanta rapidez na produção, algumas falhas estão sendo verificadas nos veículos somente quanto eles já estão rodando nas ruas, nas mãos dos clientes.

A montadora Fiat não está fora desta lista e convocou pelo menos 21 mil proprietários de seu novo modelo, o Fiat Argo, que é sucesso de vendas.

Os mecânicos identificaram a partir de problemas relatados nos carros que o modelo pode ter o rompimento do chicote elétrico do volante de direção por um possível esmagamento nos cabos causados pela capa que encobre o airbag frontal.

Com isso, pode haver a desativação deste chicote, e em casos extremos o acionamento involuntário do sistema de aribag do condutor.

Os clientes não precisam se preocupar quanto a desvalorização do seu veículo. Vários veículos das mais variadas montadoras estão sendo convocados para realizar o recall.

Segundo a montadora, o serviço é rápido e não deve ultrapassar de uma hora para a mão de obra.

Os clientes devem procurar as concessionárias para fazer o agendamento do recall, pelo preço do Fiat Argo, é sempre bom deixa-lo com a manutenção em dia para evitar prejuízos.

Como fazer o recall do Fiat Argo?

Foto: On the Social Side

O recall dever ser feito na concessionária da marca, que não cobra pela substituição da peça, reparo e mão de obra do serviço.

Geralmente, os clientes que são convocados para o recall seguem um lote de fabricação do produto.

No caso do Fiat Argo, os veículos com chassi de final 9BD358A42JYH10115 a 9BD358A9WJYH10215, dos modelos 1.0, 1.3 e 1.8 devem procurar a montadora.

O reparo acontecerá no volante do veículo, onde serão trocadas as peças que estão apresentando o desgaste incorreto, para evitar acidentes graves.

O recall é um procedimento muito utilizado pelas empresas automobilísticas para corrigir falhas nos veículos que ocorreram durante o processo de produção e que podem gerar danos aos proprietários e para terceiros.

Confira no guia rápido sobre o que é o recall e para que ele serve:

1. O conserto

Como o recall acontece por uma falha na produção do veículo, os custos da mão de obra do recall devem ser cobertos pela montadora.

Por isso, o recall sempre será gratuito, até mesmo se o cliente não estiver com a manutenção em dia.

2. Prazo de validade

O recall é uma questão de segurança. Se o veículo está na lista dos convocados, o reparo pode ser feito em qualquer tempo, por isso não tem prazo de validade.

O importante é fazer, mesmo que muito tempo após ser feita a publicidade e chamada para o recall. Mesmo não fazendo o recall, o proprietário não perde a garantia do veículo.

3. Defeitos de fábrica

Se o seu carro apresenta defeitos que não os comuns de desgaste é preciso verificar se não foi aberto o recall da marca e modelo em algum tempo.

A montadora e o Denatran podem informar sobre os recalls de cada marca. Caso não esteja relacionado a algum recall na marca, é necessário entrar em contato com a montadora para relatar o problema.

4. Sem peças

É importante ficar atento que a montadora deve ter a peça de substituição após chamar os proprietários para o recall.

Caso isso não aconteça, é necessário buscar ajuda nos órgãos de defesa do consumidor já que a montadora tem a responsabilidade de propor alternativas para o cliente até o problema esteja resolvido.

Por exemplo, conceder carro reserva, pagamento de táxi, ou soluções que não deixem o cliente sem direito de locomoção.

Quais os problemas mais comuns no volante?

O motorista precisa estar sempre atento ao carro antes mesmo de dar a partida no veículo. Algumas falhas podem ser verificadas até mesmo sem que o carro saia do lugar.

Com relação a direção, isto não é diferente, é preciso estar sempre atento. Os problemas na direção do veículo podem gerar graves acidentes. Fique atento aos sinais:

  • O volante não pode fazer barulhos durante o uso. Qualquer ruído é sinal de problema.
  • Se o volante estiver duro e pesado, isso é sinal de problema.
  • Se o volante estiver vibrando durante a direção isto também é sinal de um problema na caixa hidráulica.
  • Nos carros mais antigos, as folgas no volante também acontecem com frequência, é preciso procurar um mecânico especializado.

O que acontece se não fizer o recall?

O recall é realizado para garantir a segurança do veículo que está nas ruas. Mas, ele não tem prazo de validade e pode ser feito a qualquer tempo pelo proprietário.

Algumas situações devem ser levadas em consideração sobre o recall realizado de maneira incorreta ou até mesmo não realizado. Mas de modo geral, o veículo não perde a garantia sem o recall.

  1. Se o proprietário não fizer o recall e se envolver em um acidente causado pela falha já constatada pela empresa ele será parcialmente responsabilizado pelos danos. A montadora não ficará isenta pela culpa de ter permitido que um veículo com falhas estivesse circulando. Mas, se a publicidade do recall tenha sido realizada de forma massiva, o condutor também pode ser responsabilizado por não ter realizado o reparo da forma correta.
  2. Geralmente as montadoras chamam os proprietários para fazer o recall dos veículos nas concessionárias da marca. Se por eventualidade a montadora autorizar uma oficina terceirizada a realizar o reparo, ela está assumindo a responsabilidade sobre a mão de obra. Em caso de acidente devido a falha relacionada ao recall e o cliente não ter realizado o reparo nas oficinas autorizadas ou concessionárias, a montadora não tem responsabilidade sobre o ocorrido.
  3. Se por acaso a falha constatada pelo recall já tenha sido reparada pelo cliente anteriormente ao chamado de recall, o proprietário tem o direito de ser ressarcido pelo valor do reparo. Lembrando, o recall não deve ter sido convocado até a data do conserto para o cliente ter o direito ao ressarcimento do valor.
  4. Ao comprar um carro usado é importante pesquisar junto da montadora e do Denatran se o veículo já foi chamado para o recall. Se ele estiver na lista dos convocados para o reparo, isto pode ser feito a qualquer tempo.
Publicado por
veiculosnaweb

Notícias recentes

Como o SEO ajuda a vender carros usados

Foi-se o tempo em que bastava ter apenas um site na internet para poder ter a chance de vender mais…

2 dias atrás

A importância da Educação Financeira na hora de comprar um carro

O carro sempre foi, e continua sendo, um dos principais sonhos do brasileiro. Todo ano é feita uma pesquisa chamada…

4 dias atrás

Os cuidados na hora de negociar o seguro de carro

Contratar um bom seguro de carro é muito importante para proteger condutores de acidentes, furtos e roubos. Se você quer…

3 semanas atrás

Quebrando Mitos: Gasolina x Álcool

Texto por Ricardo Arcuri. O fato de estarmos num País cheio de recursos naturais é como ser técnico de um…

1 mês atrás

5 dicas de como escolher o pneu certo para o seu carro

Você sabe como escolher o pneu certo para o seu carro? É possível que não saiba. Afinal, são diferentes tipos,…

1 mês atrás

Nova ferramenta: Concessionárias agora podem detectar mais facilmente probabilidade de inadimplência

Acaba de ser lançado no mercado a ferramenta Score que ajuda pequenas e médias empresas com questões de segurança e gestão de…

1 mês atrás