Categorias Carros

Carros clássicos que marcaram os anos 70 e 80

Em meio a tanta tecnologia que temos hoje em dia nos carros não podemos nos esquecer deles. Estes modelos foram alvo de sonhos e desejos de nossos pais ou avós.

Independente de ordem ou fabricantes vamos apenas viajar pelo passado automobilístico do Brasil. Afinal as ruas nos anos 70 e 80 foram deles.

Uirapuru

Este é um veículo interessante, um cupê de grande cilindrada e de alto desempenho, considerado praticamente inédito na nascente de indústria nacional, e feito em chapas de aço.

O modelo era conhecido como o Brasinca 4200 GT e se utilizava de um motor da Chevrolet da linha de caminhões que possuem equivalentes de 4.273 cm 3 e ainda 155 cv, bem como um câmbio de três marchas e mais a ré.

O veículo esportivo, foi o primeiro carro nacional de duas portas com uma potência superior de 100 cv desenvolvido de forma completa no Brasil.

Charger RT

Agora quando falamos de carros esportivos anos 70, nenhum representa melhor o conceito do que ele, o Charger. Esta versão totalmente apimentada do modelo Dodge vem um ano depois de começar todas as vendas de modelo quatro portas.

Oesportivo era equipado com um motor V8 de 318 polegadas de ordem cúbica,ou ainda o 5.212 cm3 entregando um equivalente de 205 hp.

O modelo no começo da década de 70 era um verdadeiro sonho de consumo dos motoristas. E depois acabou decaindo com toda a crise de petróleo. O Charger R/T foi o primeiro esportivo nacional, com um motor V8 de bom desempenho.

O Puma

Este modelo que foi nascido em um primeiro momento com um motor de DKW e contando com um nome de Malzoni. Um carro totalmente fora de série. Feito em fibra e adotou inicialmente o motor da Volkwagen 1500 e virou posteriormente o Puma.

A partir disto a produção do novo modelo acabou começando no ano de 1968.  O desenho do carro lembrava muito o Lamborghini Miura.

Com a dupla carburação, os primeiros Pumas chegavam a pouco mais de 150 km/h, com o motor a ar que acabou rendendo equivalentes de 60 cv.

O Panorama

Panorama

Osmodelos de Panorama era a Van do 147, com isto a ideia da Fiat foi mostrar queos pequenos notáveis poderiam se adaptar e oferecer os confortos para a famíliaem suas viagens.

A Fiorino

Fiorino

Este tipo de versão da pick up do Fiat 147 que surgiu dos anos 80 acabou provando que o pequeno também poderá transportar além de pessoas muita carga. Outros modelos de destaque que existiam na Fiat no início da década de 80 foi o modelo da Oggi que não tem muito destaque.

VW Brasília

Saiba que a Brasília acabou talvez como um concorrente mais forte do grande líder do mercado o Fusca?

Pois é também nos anos 80, apesar de serem de uma mesma marca que poderiam dividir a opinião e o gosto de muitos que apreciam estes carros, de forma um pouco mais barata e robusta, a diferença a favor da Brasília é seu espaço interno, um critério que o Fusca acabava perdendo feio.

Era uma época que não se mudava tão constantemente os modelos de carros, não sei se por dificuldades das indústrias ou por questões político/econômicas mesmo.

Ford Maverick

Ford Maverick

Nossos pais ou avós deveriam morrer de amores por ele. Também pudera aquele V6 era um avião.

Lançado nos EUA para ser uma segunda opção ao Mustang sendo fabricado para ser o uma opção de entrada.

Por lá era tido com econômico (imagina?), tanto que a Ford relutou em colocar o motor V8 nele, justamente para não perder esta característica.

O primeiro Maverick nacional de produção deixou a linha de montagem em 4 de junho de 1973. O público já começava a interessar-se pelo modelo desde o Salão do Automóvel de São Paulo de 1972, quando o carro foi apresentado.

O que seguiu foi uma das maiores campanhas de marketing da indústria automobilística nacional, contando inclusive com filmagens nos Andes e na Bolívia.

Deste lembro bem do ronco do motor.

Corcel I

Corcel GT

Outro carro da Ford que fez sucesso nos anos 70 foi este aí, o Corcel I.  Na década de 70 ele era uma espécie de carro popular.

Mesmo assim não estava ao alcance de todos, mas quem teve um só falava bem dele. Lançado com um modesto motor 1.3 de 68Cv, foi se aprimorando até chegar ao motor 1.4 de 80 Cv em 1971 no modelo Gt.

Bonitoo carrinho, não é?

Fiat 147

FIAT 147

Bem, no caso do fiat 147, havia uma certa polêmica quanto a seu funcionamento. Hum, aquele motor a álcool. Mesmo assim é um carro que ainda tem seus admiradores.

O grande mérito dele foi ser o primeiro carro da Fiat produzido no Brasil e ser também o primeiro carro a álcool produzido em série.

O Compacto ganhou as ruas brasileiras em 1972. Sua motorização era o motor 1050 de 55cv, posteriormente ganhou versões mais requintadas com motor 1300 61cv.

Grande parte da má fama do carrinho se deu pela não observância da necessária manutenção de seu motor e câmbio. Havia uma grande dificuldade de engatar as machas.

Lembro que era comum arranhar na hora da mudança da 2ª para a 3ª. Problema que foi solucionado a partir de 1986. Com tudo o 147 ainda tem admiradores no Brasil que se divertem ao dirigir o “pequeno grande carro”.

VW Variant/ TL

VW Variant TL

Lembram da “Saboneteira”? E do “Zé do Caixão”? Não? Esses foram alguns apelidos dados a Variant 1600, que também rodou muito pelo Brasil nos anos 70. O Carro levava 4 pessoas a mais de 130 km/h.

Seu motor era o mesmo usado no fusca. Refrigerado a ar, também ficava na parte traseira só que de forma discreta, o famoso motor deitado (ou horizontal).

Na verdade a Variant-1600 foi uma evolução da VW- TL, usando a mesma plataforma e motorização. A TL quando ganhou a versão 4 portas agradou em cheio os taxistas que passara a usar o carro para o transporte de seus passageiros.

O carro agradou os consumidores, pelo menos até a chegada do Passat em 1974, que proporcionou uma disputa interna  na Volkswagen, resultando na retirada da linha de produção o TL e a Variant.

Chevrolet Opala

Chevrolet Opala

Eita carrão! Era comum ouvir isso quando víamos passar pela rua um destes opalas. Com motores de 4 ou 6 cilindros ele caiu no gosto dos brasileiros.

Com motor herdado do norte-americano Chevrolet Impala e carroceria alemã do Opel Rekord com Opel Commodore ganhou fama pela potência e design esportivo. Tanto é que por muito tempo foi usado pela categoria Stock Car brasileira.

Lembram?

O Opala ganhou em 1976 o título de carro mais veloz do país chegando a mais de 190 km/h, superando os já consagrados Ford Maverick e Dodge Charge. Espero que tenham gostado desta viajem ao passado automobilístico. Com certeza despertamos lembranças. Esse foi o objetivo. Compartilhe esse conteúdo e leve bons sentimentos aos seus amigos nostálgicos.

Publicado por
veiculosnaweb

Notícias recentes

Viagem de avião ou viagem de carro – quais os prós e contras para um itinerário de menos de 500 km

Na hora de escolher a melhor forma de viajar é preciso levar em consideração a distância, quantidade de pessoas, tempo…

2 semanas atrás

Leilão de carros: como funciona

Um leilão de carros se parece bastante com outras modalidades de aquisição por arremate. No entanto é necessário conhecer algumas…

3 semanas atrás

Conheça nossa lista dos 11 carros mais rápidos do mundo

Você sabe quais são os carros mais rápidos do mundo? Conheça nossa lista e descubra o motivo deles serem chamadas…

3 semanas atrás

Quer saber se você está apto para fazer o exame teórico do Detran? Faça uma simulação da prova!

Enfrentar o processo para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) costuma ser preocupante para a maioria das pessoas…

1 mês atrás

Guia de segurança no carro para bebês e crianças – Adequado para 0-12 anos

A segurança de uma criança em qualquer tipo de veículo é simples e depende, exclusivamente, do uso adequado dos sistemas…

1 mês atrás

Lei do Insulfilm 2019: quais são as regras para o uso de películas automotivas?

Estar por dentro das leis de trânsito é uma das muitas obrigações dos condutores e proprietários de veículos. Ao conhecer…

2 meses atrás